Só Proveitos

Só Proveitos

PERDAS POR IMPARIDADE EM DÍVIDAS A RECEBER E CRÉDITOS INCOBRÁVEIS - Implicações em IRC e IVA – Sessão gravada

PERDAS POR IMPARIDADE EM DÍVIDAS A RECEBER E CRÉDITOS INCOBRÁVEIS - Implicações em IRC e IVA – Sessão gravada
Paulo Marques

Paulo Marques

Nota Biográfica

PROGRAMA

Disponibilizamos a possibilidade de inscrição para assistir à sessão gravada desta formação de 12 horas, realizada em 11, 18 e 20 de dezembro.

Para poder ouvir/assistir QUANDO QUISER e ao ritmo que preferir.

 

– Mais quatro horas para maior desenvolvimento e resposta a mais situações concretas dos formandos

– Inclui toda a análise prática sobre apresentação e certificação de PAP por CC

 

Regressamos novamente a este tema tão maltratado na prática por empresários e contabilistas e a exigir muita atenção para que a contabilidade reflita o mais adequadamente a imagem fiel e verdadeira dos resultados e da situação patrimonial da entidade, e as perdas por imparidade sejam atempadamente contabilizadas, para não se perder a dedução fiscal do gasto nem a possibilidade de recuperação do IVA.

 

Esta formação está disponível em timing adequado para relembrar os procedimentos a adotar no encerramento de contas, tendo em vista o tratamento correto das perdas por imparidade.

 

Fazemos uma abordagem ao tratamento contabilístico, em sede de IRC e em sede de IVA e, no final, vemos casos de aplicação integrada de contabilização de perdas por imparidade, dedução fiscal das mesmas, recuperação de IVA e correções no quadro 07 da declaração modelo 22 de IRC. A formação inclui todo o conteúdo do tema ‘Apresentação e certificação de pedido de autorização prévia por contabilistas certificados’.

 

???? Sabe que a não contabilização atempada das perdas por imparidade em créditos pode impedir a dedução fiscal do gasto e a recuperação do IVA?

 

???? Sabe que para dedução em IRC, os créditos incobráveis só podem ser considerados se a incobrabilidade se verificar antes de ser possível deduzir totalmente a perda por imparidade?

 

???? Sabe que para recuperação do IVA, os créditos incobráveis só podem ser considerados se a incobrabilidade se verificar antes de decorridos 12 meses de mora sobre o vencimento da dívida?

 

???? Já se inteirou de todas as novidades, nomeadamente a possibilidade de certificação do pedido de autorização prévia (PAP) por Contabilista Certificado independente?

 

???? Domina os procedimentos para essa certificação?

 

???? Sabe apresentar e acompanhar o PAP?

 

???? Mostrarei tudo aplicado na prática e disponibilizarei um modelo de relatório de certificação.

 

???? Será também disponibilizado um ficheiro Excel que lhe permitirá de forma simples efetuar o controlo contabilístico e fiscal das perdas por imparidade.

 

PROGRAMA

 

1. Perdas por imparidade em dívidas a receber

    1.1 Tratamento contabilístico

    1.2 Tratamento no Código do IRC

2. Créditos incobráveis

    2.1 Tratamento contabilístico

    2.2 Tratamento no Código do IRC

    2.3 Créditos incobráveis não abrangidos pelo art.º 41.º do CIRC

3. Regularizações de IVA

    3.1 Regularização do IVA em créditos considerados de cobrança duvidosa ou em créditos incobráveis?

        Definição de créditos considerados de cobrança duvidosa

        Definição de créditos incobráveis

        Em que situações se deve regularizar IVA de créditos de cobrança duvidosa

        Em que situações se deve regularizar IVA de créditos incobráveis

        Créditos não considerados incobráveis ou de cobrança duvidosa

    3.2 Apresentação do pedido de autorização prévia (PAP) - Prazo e procedimentos

       I.          Verificação da possibilidade de apresentação do PAP

      II.          Apresentação do PAP pelo credor

    III.           Certificação por ROC ou por contabilista certificado independente

        Conceito de contabilista certificado independente

        Verificação e certificação da documentação de suporte

        Relatório de certificação

        Certificação do PAP

    IV.          Notificação da AT ao adquirente/devedor

     V.          Regularização pelo devedor a favor do Estado

    VI.          Resposta ao PAP pelo devedor

  VII.          Notificação da AT ao credor ou deferimento/indeferimento tácito

 VIII.          No devedor, no caso de não efetuar retificação da dedução inicialmente feita

    IX.          No credor, no caso de recuperação, total ou parcial, dos créditos

      X.          No devedor, no caso de pagamento da dívida que deu origem ao PAP

3.3 Requisitos para dedução do IVA respeitante a créditos incobráveis e sua certificação

3.4 Tratamento contabilístico e no Q07 da declaração M22

 

- - - - - - - - - - - - - - - - -

Inclui documentação em formato digital.

Inscrevendo-se para assistir à gravação desta formação, receberá por e-mail o manual em formato digital e o link para aceder à formação que decorreu na plataforma Zoom.

NOTA: a visualização desta sessão gravada não atribui créditos para efeitos do RFPC da OCC. Mas acrescenta muito conhecimento.


Data(s) e horário(s): Sessão gravada que pode ouvir/assistir QUANDO QUISER e ao ritmo que preferir.

Modalidade: Sessão gravada

Data limite de inscrição e pagamento: 2024-03-31

Valor por formando: 75.00€ (+ IVA à taxa normal aplicável)

Para esclarecimento de qualquer dúvida relacionada com o funcionamento da formação, acesso à plataforma Zoom, ou de âmbito administrativo, contacte p.f. a SÓ PROVEITOS para so.proveitos.cristina@asconta.pt (Cristina Monteiro) ou através do telemóvel 961 626 874.